quinta-feira , 27 julho 2017
Home / Tecnologia / WhatsApp: brasileiros são alvo de novo golpe que promete descontos em lojas

WhatsApp: brasileiros são alvo de novo golpe que promete descontos em lojas

22134154781375

Usuários assíduos do WhatsApp, é melhor tomarem cuidado e ficarem atentos a um novo golpe que está circulando pelo aplicativo. O método, descoberto pela empresa de segurança Kaspersky Lab, teria sido criado por brasileiros e não precisaria da instalação de qualquer aplicativo malicioso ou que você clique em propagandas: elas vêm na forma de um link enviado diretamente por outras pessoas (amigos, parentes, etc.), disfarçando-se de uma promoção.

Embora trate-se de um método não exatamente original de roubar informações, o golpe se aproveita da ambição das pessoas para enganá-las. Isso porque o banner mostrado pelo link malicioso finge estar oferecendo um cupom de R$ 500 de descontos em lojas brasileiras famosas (no caso abaixo, por exemplo, na rede de supermercados Extra); tudo o que você precisaria fazer, para recebê-lo, é responder uma pesquisa.

Para dificultar ainda mais na reação da vítima, o serviço limita seu tempo para participar
Para dificultar ainda mais na reação da vítima, o serviço limita seu tempo para participar

É aí que começa o verdadeiro golpe. Para participar do suposto estudo, você deve ligar para um número específico (0911778787940) e responder um total de 25 perguntas. O problema é que, enquanto você se ocupa com isso, os criminosos têm acesso aos seus dados, conseguindo roubar não apenas informações, como também dinheiro – este através de sua conta do celular ou de seus créditos, se utilizar uma conta pré-paga.

De um desavisado para outro

Como se não fosse suficiente, o golpe também promete pegar muita gente que não tem muito conhecimento sobre segurança na web. Isso porque, para “transmití-lo” até outras pessoas, ele utiliza as próprias vítimas que caíram no truque: os últimos passos do processo para receber o cupom falso envolvem o compartilhamento do link da pesquisa para outros dez amigos no WhatsApp.

Com isso, o link chega até você na forma de um compartilhamento feito por um de seus amigos, e ainda trazendo um endereço cuidadosamente disfarçado como sendo do famoso serviço encurtador bit.ly. Clicar nele, obviamente, não vai levá-lo até um site perigoso, mas sim ao servidor próprio do hacker.

Em uma imagem aumentada o erro pode ser fácil de ver, mas você notaria o "b" a mais na URL pela telinha do celular em seu WhatsApp?
Em uma imagem aumentada o erro pode ser fácil de ver, mas você notaria o “b” a mais na URL pela telinha do celular em seu WhatsApp?

Os mais atentos e com conhecimento do assunto, felizmente, vão notar a diferença na URL. Mas um grande número de pessoas simplesmente vai confiar em abrir a página – afinal, ela foi enviada por alguém próximo – expandindo exponencialmente a distribuição do golpe e o número de vítimas.

Renovando um truque que já está ficando velho

Vale notar que esta não é a primeira vez que este golpe é aplicado em usuários do WhatsApp: nas últimas semanas, tivemos registros de métodos quase idênticos sendo usados. A diferença é que, nos casos anteriores, as propagandas falsas eram voltadas ao público espanhol, mexicano e até norte-americano, usando companhias como Starbucks, originalmente, e então passando para lojas como Zara e H&M.

Felizmente, o link utilizado pelo golpe já foi desativado. Mas isso não quer dizer que um método parecido, com uma nova promoção ou propaganda, não possa surgir em breve. Logo, o recomendado é usar nosso bom senso e lembrar daquela velha regra da internet: se algo parece bom demais para ser verdade, é melhor não arriscar.

(Tec Mundo)